OLED vs QLED, qual é melhor?

Comprar um novo aparelho de televisão no ano de 2022 é tão confuso quanto no passado. QLED e OLED são duas das siglas de televisão mais comuns. Embora separados por apenas uma única letra, a tecnologia que eles descrevem não poderia ser mais diferente.

A Samsung tornou-se famosa por usar o apelido QLED há alguns anos para comercializar suas televisões, pois são os principais fabricantes de TVs QLED. Por outro lado, temos os televisores OLED, mercado que tem sido dominado pela LG nos últimos anos.

Então, qual é a diferença entre OLED e QLED? Em primeiro lugar, vamos considerar o que cada um deles significa.

OLED vs QLED, Which is Better?
qled vs oled

O que é OLED?

As TVs OLED empregam diodos orgânicos emissores de luz. Eles são um tipo de tecnologia de exibição completamente diferente das TVs QLED, que empregam painéis LCD.

Com uma televisão OLED, as luzes de fundo são desnecessárias. Em vez disso, em um OLED, cada subpixel individual pode gerar sua própria fonte de luz. Isso permite um controle mais preciso sobre o contraste e os níveis de escuridão do que é possível com os QLEDs.

As telas OLED normalmente não utilizam pontos quânticos em contraste com as TVs QLED. Apesar disso, as primeiras televisões "QD-OLED" da Sony e da Samsung serão lançadas no mesmo ano (2022). Essas televisões ainda são baseadas na tecnologia OLED, mas melhoraram o desempenho das cores devido à adição de pontos quânticos.

O que é QLED?

As TVs QLED são simplesmente TVs LCD (tela de cristal líquido) com tecnologia de cor de pontos quânticos. Como outras televisões LCD, essas telas contam com retroiluminação de diodo emissor de luz (LED) para iluminar suas telas.

Os fabricantes combinaram o "Q" de "pontos quânticos" com o "LED" em "QLED" para criar a marca. Embora "QLED" possa ser útil para fins de marketing, na verdade não se refere a uma tecnologia de TV distinta.

Em outras palavras, uma TV QLED é apenas uma TV LCD retroiluminada por LED com pontos quânticos adicionados. Para ser justo, porém, os pontos quânticos são um recurso interessante que pode melhorar muito a qualidade da imagem. Nanocristais conhecidos como "pontos quânticos" podem mudar de cor quando atingidos pela luz. Filtros ou camadas de pontos quânticos são incorporados às TVs QLED para ajudá-las a fornecer uma gama de cores mais ampla.

Diferença entre OLED e QLED

Agora que você sabe o que todas essas letras significam e o que elas significam em termos de tecnologia de exibição, vamos comparar QLED com OLED nas áreas mais importantes ao comprar uma TV.

Considerando o custo significativo de comprar uma nova TV, é crucial pensar em fatores como contraste, brilho, ângulos de visão e outras considerações importantes sobre desempenho, como velocidade de resposta e longevidade.

Aqui está uma comparação detalhada entre as TVs OLED e QLED para que você escolha sem hesitar.

Nível de preto e contraste

Ao procurar uma nova televisão, uma boa taxa de contraste deve estar no topo de sua lista de prioridades. No entanto, se você não estiver familiarizado com o contraste, aqui está uma breve explicação.

O nível de preto de uma televisão controla o quão escura sua imagem mais escura pode ficar. Isso pode ser qualquer coisa, desde um preto verdadeiro até um cinza muito escuro em uma TV. O contraste entre as áreas claras e escuras de uma imagem é bastante afetado por essas nuances. O fundo mais escuro e as cores mais claras dão a impressão de maior realismo.

Os monitores OLED têm milhões de pixels individuais, cada um dos quais pode gerar ou iluminar uma cor diferente. Quando um pixel exibe uma imagem totalmente preta, ele efetivamente fica fora de serviço. Portanto, a imagem é realmente preta como breu. O resultado é um contraste impressionante entre visuais claros e escuros.

Em cada cena, a luz de fundo da tela QLED aumentará ou diminuirá. A capacidade da tela de diminuir a intensidade em certas áreas depende do número total de luzes. As TVs QLED estão começando a rivalizar com as TVs OLED em termos de desempenho no nível de preto, embora os OLEDs ainda estejam na liderança.

Volume e brilho da cor

O volume de cor de uma TV é a soma de sua profundidade de cor e seu brilho máximo. Um alto volume de cor da TV é especialmente importante ao assistir conteúdo de High Dynamic Range (HDR). Além de uma ampla gama de matizes, as imagens HDR geralmente apresentam tons vívidos. Esses matizes só são vistos na tela da TV quando o brilho está bem alto.

Graças à inclusão da tecnologia HDR, mais de um bilhão de cores distintas estão disponíveis em todas as TVs OLED. Quando comparada a uma TV QLED, a saída de brilho de uma TV OLED é visivelmente menor. Portanto, todo o potencial de certos tons de cores não é realizado. Lembre-se de que as cores parecerão mais opacas em um espaço bem iluminado. É ideal assistir em um ambiente escuro para que as cores e o contraste realmente se destaquem.

O desempenho superior de uma TV QLED em ambas as categorias pode ser atribuído ao uso da tecnologia Quantum Dot. Minúsculos nanocristais estão no centro dessa tecnologia, que usa a luz para produzir uma variedade de cores. As TVs QLED alcançam um volume de cores perfeito dessa maneira. Seja um campo de flores ou a pelagem de um animal, cada nuance de cor é capturada com precisão. Imagens com um nível de brilho semelhante também são facilmente discerníveis em uma sala bem iluminada.

Ângulos de visão e reflexão

O ângulo de visão é um fator muito importante para as televisões modernas. Ele determina até que ponto alguém pode se sentar de lado sem experimentar uma queda na qualidade da imagem. Reflexos irritantes podem ser vistos de qualquer ângulo, embora sejam mais perceptíveis quando vistos de lado ou de frente. A tela torna-se reflexiva quando iluminada por trás por fontes de luz como o sol ou uma lâmpada. Esse problema afeta algumas TVs mais do que você imagina.

O amplo ângulo de visão de uma TV OLED é um de seus recursos mais notáveis. O ângulo de visão não afeta a qualidade da imagem, portanto, sinta-se à vontade para sentar em um ângulo. As cores e o brilho só começam a mudar até você começar a visualizá-lo de um ângulo de aproximadamente 85 graus.

O ângulo de visão de uma TV QLED é mais estreito do que o de uma TV OLED. As cores começam a mudar e o brilho cai significativamente em um ângulo de aproximadamente 55 graus. As TVs QLED têm a vantagem de apresentar menos reflexos. A luz de fundo da tela e o revestimento antirreflexo eliminam o brilho indesejado. Isso ajuda a manter a legibilidade da tela, mesmo quando a luz solar direta ou a luz artificial incide sobre ela.

Tempo de resposta e taxa de atualização

O tempo de resposta é a quantidade de tempo que um pixel leva para fazer a transição entre os estados. Um tempo de resposta mais rápido significa melhor qualidade visual, o que é especialmente útil ao assistir a filmes de ação.

As medições padronizadas mostram que as TVs OLED são muito mais rápidas, embora haja provavelmente uma velocidade de tempo de resposta que o olho humano não pode dizer se há alguma diferença.

Os QLEDs normalmente têm um tempo de resposta de 2 a 8 milissegundos, o que parece ótimo até você aprender que os OLEDs geralmente têm um tempo de resposta de 0. 1 milissegundos.

Outra métrica que será naturalmente mais importante para monitor de jogos 4k jogadores do que espectadores casuais é a taxa de atualização. A taxa de atualização da sua TV é o número de vezes que ela é atualizada em um segundo. Como a taxa de quadros de um videogame, ela aumenta conforme a taxa de atualização. Nesse aspecto, as televisões OLED saem vitoriosas.

Resposta de pixel

O tempo de resposta do pixel é o tempo entre quando um usuário envia um comando para um controlador e quando a imagem correspondente aparece na tela. Os painéis QLED não são tão rápidos quanto os OLEDs em termos de tempo de reação de pixel, mas geralmente estão no mesmo nível dos OLEDs em termos do número de quadros que são capazes de exibir (120hz é o pico atual em 4K).

monitor oled 4k geralmente têm um tempo de resposta igual ou inferior a 0. 2 milissegundos devido ao controle separado de cada pixel, mas os QLEDs raramente vão mais rápido do que um ou dois milissegundos. Nos níveis mais altos de jogos competitivos, mesmo uma fração de segundo pode causar um impacto significativo. Quando se trata da velocidade com que os pixels individuais são atualizados, o OLED atualmente reina supremo.

Tempo de vida

A vida útil é a última métrica de comparação que veremos. As televisões QLED, como as televisões LCD padrão, usam uma camada de cristal líquido em conjunto com uma tecnologia de retroiluminação LED. A eficácia e a durabilidade dos LEDs foram bem documentadas ao longo de muitos anos.

Além disso, os pontos quânticos das TVs QLED não degeneram com o tempo, o que significa que não racharão ou perderão o brilho. Isso os protege contra queimaduras e garante uma vida útil mais longa.

No entanto, devido à sua natureza autoemissiva, as TVs OLED são mais propensas a queimar. Quando o brilho típico de um ou mais pixels OLED é permanentemente reduzido a um estado mais baixo, isso é conhecido como burn-in. A única maneira é alterar o brilho de todos os outros pixels para corresponder, o que dificilmente é o ideal.

Encerramento

TVs com telas OLED e QLED oferecem excelente qualidade de imagem. Uma TV OLED é um caminho a percorrer se você estiver atrás dos pretos mais profundos possíveis. Os níveis de preto são perfeitos, pois cada pixel é desativado de forma independente. Se você se preocupa mais com o quão vivas são as cores e quão brilhantes elas são, você deve escolher uma TV QLED. Essas televisões têm uma intensidade de cor impressionante, especialmente ao assistir a conteúdo HDR.


Deixe um comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados